segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Mimos

Balbuciando sobre qlqr coisinha só pelo prazer da companhia. Deitados na cama ficaram por tanto tempo que o relógio esqueceu-se deles e o tempo não passou. O deleite de um corpo próximo ao outro a sede saciada com um beijo e a fome pelas palavras. Nem frio fazia, mas ela pegou a coberta puxou ate a altura da cabeça virou em direção a ele e deu um beijo. Puxou a coberta como quem quisesse esconder algo, como se aquele beijo fosse proibido. Naquele momento com aquele olho meio de sono, meio de bêbada, aquele sorriso delicado de menina tímida, cabelo caindo no ombro e alguns fios caindo na testa e rosto, ele sorriu, queria ter uma câmera e registrar o momento, mas impulsivamente deu-lhe um beijo, tirou o cabelo do rosto e a beijou. 

2 comentários:

  1. Um beijo com quê de proibido . Timidez , felicidade.

    (L)

    ResponderExcluir
  2. agente fica aqui imaginando todas essas coisas numa cena...

    ResponderExcluir